30
nov 18

A regulamentação da Blockchain

A regulamentação da Blockchain

Se você tem interesse por Bitcoin, Blockchain e outras criptomoedas, assim como assuntos relacionados a tecnologias em ascensão, essa publicação é para você. Afinal, quem nunca se perguntou sobre a regulamentação dessas novas soluções? Pois a União Europeia tem somado esforços para torná-las mais seguras e transparentes.

Em 2018

Em abril deste ano, foi fundada a European Blockchain Partnership (EBP), iniciativa da Comissão Europeia que já reúne 27 países do continente. Ela tem como objetivo desenvolver uma infraestrutura confiável, segura e resiliente de Blockchain, que atenda aos padrões de privacidade, segurança cibernética, interoperabilidade e eficiência energética em conformidade com os regulamentos da União Europeia.

A EBP atua juntamente com a European Blockchain Services Infrastructure (EBSI) para apoiar a prestação de serviços públicos além das fronteiras dos países europeus. Ambas as instituições baseam-se na crença de que, em breve, tais serviços estarão utilizando Blockchain e o momento oportuniza a discussão sobre os sistemas de informação do continente.

Em 2019

Esse foi um passo inicial para regulamentação da tecnologia na Europa. Agora, a promessa para 2019 é a criação da International Association for Trusted Blockchain Applications (IATBA), também sob comando da Comissão Europeia. Tal anúncio foi feito na EU Blockchain Industry Roundtable, que aconteceu no último dia 20 de novembro em Bruxelas, Bélgica.

O intuito da IATBA é reunir empresas envolvidas na exploração do potencial de Blockchain e outras tecnologias de contabilidade distribuídas (DLT) para transformar os serviços digitais em um nível global. A ideia é estabelecer melhores práticas, desenvolver diretrizes e protocolos específicos para o setor e promover os padrões da EU em todo o mundo.

IATBA

Nas palavras de Carlos Kuchkovsky, chefe de pesquisa e desenvolvimento do Banco Bilbao Vizcaya Argentina (já participante do IATBA): “Blockchain e outras novas tecnologias – inteligência artificial, por exemplo – devem ser entendidas como peças simples que tornam os ecossistemas digitais confiáveis. Nesse sentido, esses tipos de projetos contribuirão para dar mais clareza à incerteza regulatória. É essencial estabelecer um sistema de governança que alinhe as diferentes indústrias, participantes e seus objetivos, que deve representar diferentes tamanhos de organizações e setores”.

Dúvidas sobre Blockchain? Acesse essa publicação que a nossa Gerente de Projetos Karina Hartmann te explica um pouco mais sobre o assunto!

Fontes: Ibtimes; Comissão Europeia.

Micaela L. Rossetti
Micaela L. Rossetti

Coordenadora de Marketing da SoftDesign, é formada em Jornalismo (UCS) e mestre em Comunicação Social (PUCRS). Especialista em comunicação e marketing digital, é aluna do MBA em Gestão de Projetos da PUCRS.

Deixe uma resposta