30
out 18

Flutter no SoftDrops

Flutter no SoftDrops

No SoftDrops do dia 17 de outubro, Maurício Freitas falou aos colegas sobre Flutter, SDK de desenvolvimento de aplicativos móveis da Google. Multiplataforma e open-source, ele é usado para a criação de apps para Android e iOS, além de ser o principal método de desenvolvimento do Google Fuchsia OS, sistema operacional da Google que está previsto para substituir o Android por volta de 2022.

Widgets

O desenvolvedor explicou que a principal característica do Flutter é que todos os seus componentes de interface são widgets, pequenos aplicativos que flutuam na área de trabalho e fornecem funcionalidades específicas, contendo janelas, botões, menus, ícones, etc. “O Flutter já tem pacotes prontos de widgets, mas também é possível criar novos. E, justamente devido a eles, o SDK é rico em interfaces bonitas e expressivas, que são facilmente montadas e testadas”, comentou Maurício.

De acordo com o desenvolvedor, “para montar a tua aplicação, tu crias uma árvore de widgets. Ela pode ser Stateless, na qual não importa o estado do componente, ela vai renderizar o que está nele no momento; ou Stateful, na qual a renderização acontece conforme o código fonte”.

Dart

Outra especificidade do Flutter é a sua linguagem de programação, que é o Dart. Criada inicialmente para os aplicativos web da Google, ela está, agora, sendo utilizada também no mobile, e é de fácil aprendizado.

“Para quem vem do C, do C++, do Java, dessas linguagens que derivam do C, o Dart é mais uma delas, por isso seu entendimento é simples. Além disso, ela é reativa e open-source, o que originou uma grande comunidade de programadores que trabalham para sua melhoria e evolução”, destacou o desenvolvedor.

Vantagem

Para Maurício, a principal vantagem do Flutter é sua agilidade. “Eu sou da área de mobile e posso afirmar que o desenvolvimento normalmente é lento, pesado e custoso, independente se o app é nativo ou híbrido. No Flutter é diferente porque ele é efetivamente rápido, muito por conta da sua arquitetura inovadora”.

Ao final do SoftDrops, o desenvolvedor lembrou que para trabalhar com o Flutter é necessário instalar o Android Studio ou o IntelliJ IDEA. Mas não é obrigatório o uso de ambas, visto que é possível utilizar outras IDEs como por exemplo VSCode, Atom, Sublime, etc.

Flutter no SoftDrops (3) Flutter no SoftDrops (2)

Micaela L. Rossetti
Micaela L. Rossetti

Coordenadora de Marketing da SoftDesign, é formada em Jornalismo (UCS) e mestre em Comunicação Social (PUCRS). Especialista em comunicação e marketing digital, é aluna do MBA em Gestão de Projetos da PUCRS.

Deixe uma resposta