12
jan 18

SoftDrops sobre o evento Global Game Jam (GGJ)

SoftDrops sobre o evento Global Game Jam (GGJ)

No SoftDrops desta semana, apresentado por Henrique Manfroi da Silveira, Desevolvedor Front End da SoftDesign, conversamos sobre o evento Global Game Jam (GGJ).

O GGJ é um evento internacional, que acontece simultaneamente em vários locais do mundo, onde os participantes se reúnem em grupos e cada equipe precisa desenvolver um novo jogo que seja criativo e inovador, dentro em um período de tempo de 48 horas. Os jogos devem ser elaborados com a temática secreta da edição, revelada apenas no dia do evento e são apresentados aos colegas da comunidade global após o término do tempo, mesmo que algum não tenha sido concluído.

“O objetivo é estimular a colaboração e não a competição, portanto, o evento é totalmente gratuito e não possui nenhum tipo de premiação, apenas são evidenciados os jogos que possuem as melhores soluções dentro do desafio”, completa Henrique.

Operado pela Global Game Jam, Inc., uma corporação internacional sem fins lucrativos com sede em San Luis Obispo, Califórnia, o evento tem a missão de fomentar o design de jogos e a educação de jogos através de eventos inovadores. Com o título de segunda maior sede do Brasil e no top 30 mundial com 160 inscritos e 32 jogos foram produzidos em 2017, a Unisinos é a sede oficial do Rio Grande do Sul. Algumas edições gaúchas aconteceram na unidade de Porto Alegre, porém, desde 2017, o evento foi transferido para o campus São Leopoldo para comportar a quantidade de participantes. As inscrições para o Global Game Jam 2018 já estão abertas até o dia 19 deste mês, e o evento acontecerá entre os dias 26 e 28.

Henrique já participou de algumas edições do Global Game Jam, apresentou alguns jogos produzidos por suas equipes, como o Soul Legacy e o Curse of Andala, e alguns destaques dos eventos anteriores como o Microwave Survival e Awkward Waving. Ele ainda convidou alguém para testar o jogo Acquaintances, criado por seu grupo em outra game jam, chamada Ludum Dare, e quem se candidatou foi Renato Diogo, Analista de Sistemas da SoftDesign.

SoftDrops Global Game Jam Renato

Em meio ao bate papo e dúvidas curiosas dos colegas, que gostariam de saber mais detalhes sobre o evento, foi sugerida a ideia de se criar uma jam na Soft para criação dos protótipos dos anteprojetos solicitados pelos clientes da SoftDesign. Será que isso irá acontecer? Aguardemos os próximos capítulos.

SoftDesign
SoftDesign

Deixe uma resposta