25
jul 18

SoftDrops: Testes Unitários com Swift

SoftDrops: Testes Unitários com Swift

No SoftDrops da semana passada, Luciano Sclovsky falou sobre Testes Unitários com Swift. O iOS Dev destacou que o seu objetivo é incentivar a prática entre os desenvolvedores da SoftDesign, independente da tecnologia a ser utilizada, pois por meio dela é possível aumentar a qualidade dos softwares: “os testes unitários automatizados evitam muitos bugs e proporcionam aos testers dedicação a cenários mais complexos de teste”, explica.

Independente e repetível

O Swift é uma linguagem de programação de código aberto, desenvolvida pela Apple para criação de aplicativos. Ela possui uma estrutura para teste unitário, no XCode, que viabiliza aos desenvolvedores a criação de diversos testes ao longo do desenvolvimento do software. De acordo com Luciano, esses testes são executados repetidamente de maneira isolada e é daí que vem o nome ‘teste unitário’. “O ideal é testar cada camada do aplicativo isoladamente, inclusive do serviço de dados, para obter os melhores resultados”, comenta.

Para exemplificar, o iOS Dev mostrou aos colegas um projeto que conta com aproximadamente cinquenta testes, divididos em quinze classes diferentes. Ele salientou que o Swift permite que cada classe seja testada de uma vez, ou que toda a suite de testes seja rodada ao mesmo tempo. “Cada teste conta com diversos asserts (asserções), que são as validações. Existem diversos tipos de asserts por conveniência: se algo é verdadeiro, falso, se é nulo, ou se duas variáveis são iguais, etc”.

Agilidade e cobertura

Outra vantagem do teste unitário com Swift, segundo Luciano, é a sua velocidade, pois não é preciso subir o app cada vez que for necessário executar o teste. “É possível testar as telas (view controllers) de maneira isolada, sem criar uma aplicação e ou respectivo AppDelegate” explica.

Por fim, o iOS Dev lembrou que nas informações do projeto, dentro da tecnologia, é possível visualizar a cobertura dos testes, ou seja, qual a porcentagem do código que foi testado. O ideal é 90% de cobertura no software. “Isso garante a qualidade de código. Os trechos não cobertos pelos testes aparecem em vermelho e, assim, o programador pode fazer os ajustes necessários, aumentando a abrangência”, completa Luciano.

Ficou com dúvidas? Pois em breve lançaremos aqui no blog um e-book criado pelo Luciano, que explicará o passo a passo dos testes unitários com Swift. Aguarde!

SoftDrops: Testes Unitários com Swift (2) SoftDrops: Testes Unitários com Swift (3) SoftDrops: Testes Unitários com Swift (4)

Micaela L. Rossetti
Micaela L. Rossetti

Coordenadora de Marketing da SoftDesign, é formada em Jornalismo (UCS) e mestre em Comunicação Social (PUCRS). Especialista em comunicação e marketing digital, é aluna do MBA em Gestão de Projetos da PUCRS.

Deixe uma resposta